Primeiro de tudo eu vou começar falando sobre você. Sobre o quanto você consegue me tirar do serio e me colocar no lugar ao mesmo tempo, sobre como você acha que ta sempre tudo bem. Sobre você amar arranjar brigas e colocar defeitos. Sobre sua pouca satisfação com você mesma. Sobre suas manias que você não consegue deixar pra trás. Sobre sua dificuldade de me dizer o que sente. Sobre sua falta de consideração. E também, que sua dificuldade pra enxergar o que ta bem na sua frente me faz ter uma pontinha de vontade nunca ter te conhecido, porque me abro tanto e tudo o que eu recebo são portas fechadas. E agora, vou falar sobre mim. Sobre o quanto eu gosto de você, sobre eu ter um orgulho maior que eu, sobre meus princípios virem em primeiro lugar. Que eu preciso de espaço pra mim. Que eu me canso fácil mas sou muito persistente. Que noites sem você me atormentam. E principalmente, que eu aprendi com o tempo que você já se tornou tão grande na minha vida que já virou parte de mim. E então, falo de nós. O quanto somos complicados, o quanto sua metade não se encaixa com a minha, o quanto você não tem nada a ver comigo mas a gente consegue se encaixar de um jeito que ninguém compreende. O quanto suas manias me irritam mas eu dou sempre um jeito de as transformarem em poesia, o quanto nós sofremos separadas e ao mesmo nos odiamos quando estamos juntas. O quanto você tem todos os defeitos que são minhas qualidades e vice versa. E o quanto nós não damos certo mas damos a nossa vida pra fazermos dar. E é isso que nos une.

Carta para Arthur. 

Tá chovendo dentro dela, quase que um temporal.

Scracho 

Com licença, eu acredito em fidelidade. E sou fiel, f-i-e-l. Nunca senti vontade de trair, sequer olho pro lado. Acho falta de respeito. Sei que homens bonitos passam pela minha frente, parabéns, moço, tua mãezinha tava inspirada, hein? Odeio quem se conforma e diz que tem que cuidar bem, senão, sabe como é, bobeou, dançou. Ninguém segura ninguém. Pode fazer curso de strip, de sensualidade, disso e daquilo, se tiver que levar, levou. Se tiver que tomar, tomou. É simples. Ninguém fica junto muito tempo só pelo sexo. Mesmo porque existe vida fora da cama - e do corredor, elevador, carro, mesa, cozinha.

Clarissa Corrêa.  

um app que transforme minha fome em dinheiro



Eu queria que você estivesse aqui para eu poder te abraçar.

50 Tons de Cinza.

Impossível amar o mundo.
Eu prefiro ficar na cama para dormir.

Charles Bukowski 

Abraço é deixar o coração descansar no peito do outro.

Diego Castro.

De novo esse quase, esse sempre, esse nada.

Capital Inicial. 

Preserve. Pessoas boas estão sendo extintas.

Jardineiro. 

A saudade só é boa quando matamos ela.

Cory buckman.

Você tá esculachando com meu coração.

Relevoar.

É um tipo de proteção contra futuras decepções que meu psicológico tende a criar quando se trata das pessoas. Um medo de precisar de mais, se apegar de mais. Eu nunca falo, nunca sei o que falar e como falar. Não é nenhum tipo de orgulho, é que pra mim, falar com alguém é sempre ser um incomodo. Por isso eu evito me relacionar e criar laços que algum dia eu provavelmente possa destruir. Pois se apegar fácil e ser reservado demais foram sempre problemas pra mim.

Angustiar-se.

credit